Osmar Loss e Jair Ventura: Os criadores do Frankenstein corinthiano

Alô, Fiel Torcida!!!

Que suplício serão essas últimas rodadas. Mais uma derrota fora de casa, mais uma apresentação abaixo da crítica. Tá certo que esse baixo futebol não vem de agora, mas nesse momento, o time precisa entender que do jeito que está, não pode ficar.

O técnico Jair Ventura vem falhando muito, na análise de jogadores, no estilo do Corinthians atuar (principalmente fora de casa), mas nada diferente do que já acontecia anteriormente. Aliás o que me espanta no trabalho do atual técnico é a incrível incapacidade de mudar ou de amenizar a implosão feita pelo técnico anterior (em que muitos tentam ocultá-lo desta barafunda). Sim, ele tem sua parcela de responsabilidade, os números não mentem. Estão aí, frios e cruéis. Porém isso já acontecia, já era assim ou você vai me dizer que tínhamos um time organizado, um time que praticava um bom futebol? Isso não foi realizado agora, isso é só a sequência da terra arrasada. Repito: O Jair tem sua parte de responsabilidade, sim!!! Porém, não é só ele, como muitos tentam propagar. A minha função como jornalista não é relatar fatos pela metade, por gosto pessoal ou para confirmar teses. Eu jamais vou fazer uma análise SÓ do trabalho atual, vou fazer citando o trabalho anterior, que se fosse tão bom não seria interrompido. Em todas as minhas tribunas vou citar (goste você ou não) o trabalho anterior, minha função é de analisar TUDO E TODOS!!!

Vamos lembrar de algumas coisas:

Com o técnico anterior o Corinthians já figurava entre os três piores times que finalizavam e era um dos que mais sofriam finalizações. Isso não mudou incompetência do atual técnico em resolver? Sim!!! Mas não foi com ele que isso começou.

Consistência do sistema defensivo: Vamos falar da famigerada bola alçada, que sempre foi uma fraqueza corinthiana, esse ano foi tudo para os ares e com o atual técnico, continua da mesma forma.

Esquema tático: Esse é o assunto que mais me intriga, pois chega nesse tópico, poucos tem condições de dissertar sobre o assunto. Quando o anterior assumiu (mesmo conhecendo toda a filosofia e trabalhando um ano como auxiliar do Carille), simplesmente destruiu a questão tática do Corinthians. Aí muitos jogam a culpa no desmanche (tem uma certa razão, pois diminui a qualidade. Até porque os que vieram tem uma qualidade duvidosa), mas esquema tático e como uma fôrma de bolo: independente do ingrediente, a fôrma de bolo é redonda (ou quadrada). Você pode discutir a qualidade dos ingredientes para aquele bolo ficar bom, mas a fôrma é aquela. E o que foi feito? Um desmanche tático e técnico! Por qual razão? Gostaria de ter essa resposta. Aí chega o atual e vai fazer o que??? Ao invés de fazer o simples, se complica com escolhas e não consegue definir um esquema. Invariavelmente, tanto antes como agora, é comum o time corinthiano ficar desorganizado. Estilo “barata voa”, cada um para um lado. E agora a situação se agrava pois a pressão é gigante, toma um gol, se desespera e o resto vcs sabem. Até tabelando no ataque os nossos zagueiros vão!!! Coisa que raramente vimos nesses anos.

Então é muito fácil pegar os números frios e realistas e cravar um culpado. Eu gosto dos números, mas não sou refém deles. Prefiro analisar em cima de desempenho, e como dizia Tite: “o desempenho nem sempre está atrelado ao resultado” e o desempenho, já vem mal há tempos. Por isso que para mim, os dois (Loss e Jair) tem boa parte de responsabilidade nessa situação. Um por implodir e o outro por ser incapaz de refazer e amenizar toda uma situação de deterioração, isso sem falar na diretoria e a “eterna” má fase de alguns jogadores.

Por essas e outras que comigo não tem essa de “esquecer” o que o anterior fez. Cobro o atual e mesmo fora, lembro a todos que o anterior tem sim sua parcela na deterioração da equipe, principalmente na parte tática.

Tá dito!!!!

DOIS TOQUES

– Romero na seleção e Douglas (suspenso) estão fora do jogo frente ao Vasco neste sábado, as 19h.

– Jair Ventura tem 7 jogos como mandante: 3 vitórias, 2 empates e 2 derrotas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *