MUITA CALMA NESSA HORA, FIEL!!!

Alô, Fiel Torcida!!!

Boa estreia do Corinthians, neste último domingo, frente ao São Caetano. Resultado foi bom, a equipe não merecia perder. Foram 17 dias de preparação com atletas chegando, saindo, e mesmo assim, o time já demonstrou uma ótima organização defensiva e ofensiva. Obvio que em determinado momento a parte física acusa, mas segundo o preparador físico, Walmir Cruz, em fevereiro o time estará bem melhor.

Foto: © Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Foto: © Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

O torcedor precisa ter paciência com a montagem da equipe, paciência com a adaptação tática do atletas, como no caso, o meia Sornoza, que joga centralizado mas o técnico Fabio Carille vai testá-lo aberto na esquerda. Por isso o rendimento do atleta não será o ideal, como o próprio Carille disse: “Isso demanda paciência, tempo e sequência do trabalho”.  O zagueiro Marllon foi muito bem, pois foi simples e sem invencionices. Vai ter mais chances na equipe titular! O lado direito e do meio para frente a questão do entrosamento, parece ser mais fácil o encaixe. Vai dar samba!!!!

 Foto: © Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Foto: © Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Aos poucos o treinador vai achando o time ideal, já que ele mesmo lembrou de 2017, quando ele começou com um time no jogo com o São Bento, na estreia do paulistão daquele ano e no jogo final, frente a Ponte Preta tinham cinco mudanças. Geralmente é assim, o time campeão nunca é o mesmo da estreia. Portanto, muita calma, senhores!!!

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Tá dito!!!

 

DOIS TOQUES:

E para dar o pontapé inicial desta seção, em 2019 ninguém melhor, do que o repórter e apresentador João Paulo Cappellanes, setorista do Corinthians e esteve na cobertura da  Copa do Mundo, em 2018, pela Rádio Bandeirantes – Equipe José Silvério. Bem-vindo, Capê!!!

Arquivo pessoal
Arquivo pessoal

DT: Sua análise sobre atuação do Corinthians nesta janela de contratações.

J.P. Cappellanes: “Eu acho que a diretoria do Corinthians trabalhou bem demais! Não foram apenas contratações pontuais, mas reforços que chegam pra elevar o nível do elenco!

 

Na temporada passada, o Corinthians sofreu com a falta de um atleta de meio-campo pra ajudar o Jadson na criação de jogadas. Desde a saída do Maycon, o Jadson passou a ser a única cabeça pensante. Vale lembrar que aos 35 anos, por melhor tecnicamente que o camisa 10 seja, a condição física pesa, fazendo com que ele tenha mais dificuldades pra desenvolver o seu futebol.

 

A chegada do Ramiro foi certeira! É um atleta que, além de marcar, carrega bem a bola pro início da construção da jogada ofensiva!

 

O Carille é um especialista em montar uma boa defesa, por isso acho que a contratação do Manoel foi boa! É um jogador que tem potencial pra ser ‘aquele Manoel’ dos bons tempos de Athletico Paranaense!

 

Sobre Boselli: GOLAÇO, literalmente falando! Um excelente centroavante, que bem municiado pelos companheiros, vai ter sucesso no Timão!

 

Richard, Sornoza, Michel Macedo, Andre Luiz, Gustagol ainda não são realidade, mas atletas de potencial para se tornarem e se firmarem, quem sabe, entre os titulares.

 

O técnico Fábio Carille foi campeão brasileiro em 2017 com menos time (tecnicamente) e menos elenco. Agora, com mais matéria-prima, mesmo perdendo o Romero, é um Corinthians forte, competitivo, que assim como qualquer grande, precisa aprimorar fisicamente, já que os atletas tiveram pouco tempo de pré-temporada!

 

Em suma; A diretoria surpreendeu a todos. Positivamente! O trabalho realizado por Andres Sanchez, Duilio, Dr. Kalil e do ex-gerente, Alessandro, foi impecável dentro e fora de campo – ainda mais com a chegada do patrocinador máster.

 

No papel, um ótimo elenco. Na prática, vamos aguardar…”

 

DT: Capê, o técnico Fabio Carille está correto em tentar adaptar, o meia Sornoza, na esquerda ou você tentaria uma outra opção???

 

J.P. Cappellanes: “Fábio Carille é humano. Sendo assim, erra como todos nós. Erra quando tenta adaptar o Sornoza pelo lado esquerdo.

 

O Romero não é um primor tecnicamente falando, mas fez muito sucesso quando tinha Guilherme Arana ao seu lado.

 

Hoje, o Corinthians sofre (e muito) com a falta de qualidade do Danilo Avelar. Colocar o Sornoza para jogar ao lado do Avelar é “matar” o equatoriano.

 

O jogador foi destaque no Independiente de Valle, vice-campeão da Libertadores em 2016, atuando pelo meio. Criando jogadas. Finalizando. Dando o último passe.

 

Sornoza atuando pelo lado esquerdo, terá sempre dificuldade sendo cercado por, pelo menos, dois marcadores, assim como aconteceu contra o São Caetano. Ele foi nulo em campo.

 

Na minha visão, Sornoza e Jádson podem formar uma boa dupla juntos. Um ao lado do outro. Alternando as jogadas, fazendo infiltrações, lançamentos e atraindo a marcação para dar liberdade para criação no meio-campo.

 

Sornoza não é tão rápido, apesar de ser baixinho. Sornoza tampouco tem extrema habilidade, como Pedrinho por exemplo, por isso, colocar o equatoriano longe do gol e do meio-campo para criar as jogadas, é “matar” o atleta. Ainda mais tendo que trabalhar as jogadas com o Danilo Avelar. Ai ninguém merece…

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *