As arquibancadas do futebol paulista vivem!!!!

Uma grande notícia sacudiu a comunidade torcedora paulistana. A partir do dia primeiro em todos os estádios da capital bandeirante, a festa vai voltar para as arquibancadas, finalmente! Você pode até me questionar! “Já não havia festa”? NÃO!

Desde daquele episódio infeliz da briga na Supercopa de Futebol Jr. (1995) entre as organizadas de São Paulo e Palmeiras, as coisas para as organizadas não foram fáceis, mas eles também colaboraram e muito para que esse processo ficasse rígido, ao ponto de que nada mais pudesse adentrar os estádios. Prática essa que aos poucos tomava forma em outras capitais brasileiras.

Porém não estou aqui para falar mais do mesmo ou de coisas que todos estão cansados de saberem. Quero debater o pós…

Foto: Marcelo Gonçalves/Sigmapress
Foto: Marcelo Gonçalves/Sigmapress

Como será que as organizadas vão se comportar após mais esse “voto de confiança”, como vão se comprometer para o bom andamento do espetáculo, entendendo que a principal função deles é  dar aquela “apimenta” na partida de futebol. Com suas faixas, com seus cânticos, bandeirões e não com notícias e mais notícias de confrontos e mortes.

Dia primeiro será um momento importante não só para as organizadas, mas para toda a estrutura do futebol e poder público, pois a partir disso veremos se a política de flexibilização vai fazer alguma diferença.

Eu frequento estádios desde moleque e sempre vi com bons olhos os festejos das organizadas, apesar de preferir ficar no meu canto só observando. Vi clássicos, jogos menores e jogos importantes serem decididos num canto mais forte de uma torcida, na vibração do bandeirão do seu time ser maior que a do adversário, mas que fique só nessa disputa.

Que os líderes dessas entidades possam transmitir o real recado de paz e muita, muita festa nos estádios. Que nossas arquibancadas possam voltar a viver, a sorrir como outrora. Sem violência! Aliás não só as arquibancadas, mas todos os lugares.

Foto: Diogo Venturelli
Foto: Diogo Venturelli

As bandeiras com mastros e divisão nos clássicos poderão vir num futuro bem próximo, no momento eles precisam provar para o poder público, que irão cumprir determinados termos do acordo que foi costurado neste inicio de semana.

Agora, é fazer desse limão, uma limonada e um mousse(com muita responsabilidade e parcimônia), para que lá na frente outras conquistas possam vir.

Salve a festa nas arquibancadas!!!!

Tá dito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *